sábado, 8 de julho de 2017

Transferwise: transferência internacional confiável e de baixo custo

Há um ano, descobríamos o excelente serviço da Transferwise. Altamente recomendável para transferências monetárias internacionais. 

Veja  a postagem original do blog sobre o serviço. Em resumo, é barato e confiável. Já fizemos inúmeras transferências entre as moedas R$, US$, £ e Euros. Nunca tivemos problemas, e a transferência dura em média três dias.

A Transferwise usa o câmbio real, a cotação que você vê no Google, adicionado de uma tarifa, que no caso de transferências do Real é de 2,5%, já incluso o IOF.  De dólar para real, custa 1,5%. 

Uma limitação é que tanto a conta de origem como a destino deve ser em nome de pessoa física (caso a moeda seja o R$).

Se você se interessou, use o link abaixo para fazer seu cadastro. Com esse convite, você ganha o equivalente a £15 para gastar com tarifas (quando transferir um total acumulado equivalente a £300). E o blog também. O limite é de R$ 9.999,00 por mês e aceitam dezenas de moedas.

Link do convite: https://transferwise.com/u/ddde0d



Boicote empresa corrupta


O Ministro Fachin manda soltar Rocha Loures, ‘homem da mala’ da JBS.

O homem da mala, emissário do Presidente, está solto. Ou quase isso. Está proibido de sair nos finais de semana, tal como muitos brasileiros desempregados.


Faça sua parte e boicote as empresas dos corruptos.



sábado, 10 de junho de 2017

Boicote as marcas ligadas à corrupção. Grupo J&F / JBS

Resolvi fazer minha parte. Parei de comprar qualquer produto do grupo JBS.


Fonte: Revista Veja, 31 de maio de 2017

Leia mais sobre essas marcas visitando este link.

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Como declarar saldo e aplicação financeira no exterior

Declarar bens e lucros no exterior pode ser uma dor de cabeça tamanha a quantidade de regras complexas e conceitos esdrúxulos. Este texto se aplica a saldos em conta corrente, espécie e aplicações financeiras, mas não cobre imóveis ou ações.

Leia até o fim e você vai ficar sabendo, por exemplo, que aqueles dólares que você acabou de comprar na casa de câmbio são conhecidos pela Receita pela incrível expressão: "montante de rendimentos auferidos originariamente em reais."

RESUMO SOBRE TRIBUTAÇÃO DE RENDIMENTOS NO EXTERIOR:

O lucro nas vendas de bens e direitos em moeda estrangeira, inclusive ações, ativos financeiros, depósitos remunerados e aplicações financeiras, é tributado em 15%, pago por meio de DARF com vencimento no mês seguinte, sob o código 8523. Usa-se o programa GCME (Ganho de Capital em Moeda Estrangeira) para apurar e gerar o DARF.

Cálculo do Valor tributável:

Primeiro precisamos aprender o conceito mais importante (e novo para quem nunca aplicou no exterior). Há de se diferenciar os recursos financeiros quanto a sua origem (aquisição): se provenientes de conversão a partir de Reais ou se recebidos diretamente no exterior.

No primeiro caso, recursos originários do Brasil, tributa-se também a variação cambial. Ou seja, o valor tributável é calculado pela diferença do valor da venda menos o valor da compra, ambos convertidos para o Real, pela cotação definida pelo Bacen. (Para a conversão usar a “cotação de venda” para o evento da aquisição e a “cotação de compra” para o evento do resgate; ou ainda a cotação média).

No segundo caso, recursos de origem estrangeira, tributa-se a diferença entre o valor de venda e o de compra, em dólar mesmo. Calcula-se 15% desta diferença e depois converte para Reais. Entram aqui os rendimentos provenientes de aplicações anteriores (e que naturalmente já foram tributados).

Para repassar esse estranho conceito de diferenciação quanto à origem, vamos usar o linguajar da Receita. “Os rendimentos auferidos originariamente em reais” são os seus recursos que vieram de Reais, mesmo que passando por outras moedas no caminho, e antes mesmo da aplicação (ou seja, a palavra rendimentos aqui significa recursos).  “Os rendimentos auferidos originariamente em moeda estrangeira” é tudo aquilo que você ganhou lá fora, com seu trabalho ou aplicação financeira já tributada.

Vejamos um exemplo prático: você transferiu recursos para os EUA convertendo R$ para US$, para aplicar num CD (Certificate of Deposit). Um ano depois você recebeu o valor aplicado mais o juros do período. Como será taxado?

Como a origem dos recursos é em reais, o valor tributável será a diferença do preço de resgate menos o da aplicação, ambos convertidos para reais em suas respectivas datas.

Juros pagos antes do resgate final

Os juros quando creditados (e passíveis de saque) antes do resgate final sofrem tributação de ganho de capital, considerando-se zero o custo de aquisição. Não se tributa a variação cambial no caso de incidência de juros, mas apenas quando se fizer o resgate da aplicação. (SCI_Cosit_n_05-2013)

Outras informações:
  • Deduções:o imposto pago no exterior pode ser dedutível. Ver regras específicas.
  • Isenção: ocorre quando o valor dos resgates é de até R$ 35 mil num mesmo mês
  • Valor parado na conta não é tributado. O lucro devido a variação cambial é isento e deve ser declarado como tal. 
  • Conversão de moedas não é tributável.
  • Valor mantido em espécie é tributado na alienação (a não ser que o valor alienado seja menor que $5 mil no ano). Pagamento é feito em abril do ano seguinte.
  • O total de recursos acima de $100 mil deve ser declarados também ao Banco Central
Cuidados a ter com o cálculo (ver regras específicas):

  • se a aplicação contiver recursos das duas origens, o cálculo é separado;
  • se a aplicação tiver aporte ou resgate parcial, o valor aplicado deve ser recalculado (de forma proporcional, ou seja, preço médio).


Declaração de bens: 

Saldo em conta corrente no exterior: declarar os saldo efetivo no final do ano, convertendo para real pelo câmbio oficial do último dia do ano.

Saldo em espécie: o cálculo é diferente. Aqui você declarar o saldo pelo custo de aquisição em R$.

Aplicação financeira: também o saldo é calculado pelo custo ponderado de aquisição.  Quando resgatar, declarar no campo discriminação o valor do resgate na moeda original e em reais. A cada aplicação, liquidação ou resgate, devem ser ajustados a soma dos valores originais aplicados e o saldo total da aplicação, para efeito de cálculos posteriores do valor original.

Imposto nos EUA:


EUA isenta CD (certificado de depósito) de impostos para estrangeiros (fonte). Pode ser que você receba um formulário da receita americana para fins informacionais apenas.

Links bons:


Tabela Resumo:

Tipo
Declaração de Bens
Ganho de capital
Tributação da variação cambial ?
Espécie
Custo de aquisição. Convertido para R$, pela cotação de aquisição (preço médio)
Na alienação (ou gasto) maior que $5 mil no ano. Não há cota de isenção.
Sim, pela conversão em R$ tanto do valor de compra como de venda.
Conta corrente
Saldo convertido em R$, pela cotação no último dia do ano.
Não. Não há imposto em conversão de moedas.
Não. A variação cambial é isenta (declara-se como rendimentos isentos)
Aplicação (CD)
Custo de aquisição. Convertido para R$, pela cotação de aquisição (preço médio)
Sim. Mas há isenção quando o resgate é menor que R$ 35 mil no mês. (A isenção não se aplica a juros intermediários, disponíveis antes do término)
Sim para a parte originária em R$. Não para os recursos recebidos em moeda estrangeira.



Você entendeu? Faça o teste de fogo:

O que significa esta frase da Receita:
Parágrafo único. Os rendimentos produzidos por aplicações financeiras em moeda estrangeira, ainda que decorrentes de rendimentos auferidos originariamente em reais, serão considerados rendimentos auferidos originariamente em moeda estrangeira

sexta-feira, 10 de março de 2017

Nova versão da Planilha de Acompanhamento de Títulos do Tesouro Direto - Março / 2017


Nova Versão 2017.3:
Versão XLS
Versão Compactada ZIP

DICA: ao copiar e colar dados da planilha anterior, use a opção de colar VALORES apenas, para evitar o vínculo entre suas planilhas.

DICA 2: ao abrir a planilha, é necessário confirmar as opções de habilitar a edição e conteúdo. 

Alterações:
- novas URLs do site do Tesouro (referentes às planilhas de 2016)
- corrigido problema com os títulos lançados este ano

Requisitos:
- Microsoft Excel 2007 ou superior.  (Abre no Excel 2003, mas com várias limitações)
- Habilitar o uso de Macros

Novidades 2017:
- nova aba Análise com um resumo de sua carteira, incluindo um exclusivo cálculo de "duration".

Recursos:
- Cadastre suas operações
- Saiba a cotação atual de seus investimentos
- Saiba a rentabilidade de cada título no mês e no ano
- Acompanhe o pagamento dos juros

Características:
- Usa a conexão de internet para buscar as cotações direto do site do Tesouro
- Esta planilha é específica para o ano de 2017
- O cálculo da rentabilidade é aproximado (veja comentários na própria planilha).
- Planilha em código aberto e gratuita. Sem propaganda. Sem malware. Nenhuma pegadinha.

Instruções:
- Leia a primeira aba ("instruções") na própria planilha e os comentários nas células.
- Para habilitar macros no Excel 2007, você pode agir da seguinte forma:
a) vá na opções do Excel (alt A O)
b) vá na opção "Central de Confiabilidade", e depois clique no botão "Configurações da Central de Confiabilidade"
c) No item "Locais Confiáveis", você poderá adicionar a pasta onde você salvou a planilha. De preferência use uma pasta só para esta finalidade.

DICA: ao copiar e colar dados da planilha anterior, use a opção de colar VALORES apenas, para evitar o vínculo entre suas planilhas.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Novidades no Tesouro Direto! horário expandido e app oficial !

Inovações importantes facilitam o investimento no Tesouro Direto.

As principais alterações foram:

- Aplicativo oficial para Android para consultar extrato e realizar transações (https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.fazenda.tesouro.td)
- Horário ampliado para investimento e resgate. Diariamente das 09:30 até às 05:00 do dia seguinte.
- Transações fora do horário das 09:30 às 18:00 nos dias úteis serão efetuadas pelo preço de abertura do dia útil seguinte.
- Mais segurança: avisos de status de transações por email e SMS
- Novo extrato, mais intuitivo e mostrando o progresso desde 2015
- Curso online e novos vídeos

Veja as novidades aqui:
https://www.tesouro.fazenda.gov.br/-/direto-para-voce

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Tesouro Direto volta a funcionar durante o dia. Estatísticas normalizadas.

O Tesouro Nacional publicou notícia sobre a normalização dos serviços:

O Programa Tesouro Direto terá seu horário de funcionamento alterado a partir de amanhã, 30/09/2016. Com isso, as operações de investimento em títulos do Programa poderão ser realizadas das 09h às 5h, e as operações de resgate das 18h às 05h. 

As estatísticas também foram atualizadas. Os últimos dados eram do dia 08/08. Com isso a nossa planilha deverá voltar ao normal.

domingo, 25 de setembro de 2016

A incrível conta digital do Banco Intermedium

Não por vontade própria, mas somos um blog sem fins lucrativos :-)  Não aceitamos doações, nem temos as famigeradas propagandinhas do Google.. Mesmo assim, abrimos espaço para produtos e serviços que admiramos.  Entre eles, está a incrível conta digital do Banco Intermedium.

Sobraram cinco bancos no Brasil. Isso se você tiver a boa vontade de considerar a Caixa como banco.
Este processo de concentração é recente e teve estímulo dos governos recentes adepto ao "Grandes Empresa$, Grandes Negócio$". Agora não adianta reclamar da alta taxa de juros ou dificuldade de pegar crédito. O oligopólio está forte e eles têm até uma aberração contra a livre concorrência, a empresa analisadora de crédito.

Assim, é com satisfação que vemos o surgimento de iniciativas de fintechs como o Nubank
(cartão gratuito);  Transferwise e  Remessa Online (transferência internacional); e os novos bancos digitais, como o Banco Original, o Banco Modal Mais. Mas o que mais se destaca, pela vantagem que fornece aos seus clientes, é o Banco Intermedium.

A conta digital do Banco Intermedium é inteiramente gratuita e lhe dá direito a saques na Rede 24 horas; TEDs ilimitadas; cartão de crédito sem anuidade; emissão de boletos bancários para recebimento de pagamentos e depósitos; entre outras facilidades.

As alternativas de investimento são limitadas às ofertas da própria Intermedium (CDB e LCI), mas têm rentabilidade muito boa. Destaca-se a LCI de três anos que está pagando 100% do CDI.
É provavelmente a LCI de maior rentabilidade oferecida hoje no mercado.

Não dá para ser sua conta única de banco (falta opções de débito automático e pagamento de Darf, por exemplo), mas é uma excelente escolha como segundo banco. A conta pode ser aberta pelo celular mesmo.

Veja o link: https://www.intermedium.com.br/conta-corrente.jsf

E como todo banco brasileiro, você tem a garantia do FGC até o valor de R$ 250 mil.

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Alerta: A degradação econômica continua ! Cuidado com os títulos de longo prazo

É bem provável que você já esteja ciente dos rombos financeiros, mas não podemos deixar de alertar quanto ao risco dos títulos de longo prazo.

Há apenas dois meses, publicamos o sentimento de alguns dos melhores analistas de que os juros futuros iriam cair, e com isso os títulos longos dariam lucro extra. Os juros caíram de 6% para 5,7% na NTN-B de 2035. Mas mesmo com tanto oba-oba visto na imprensa (vide o tsunami), a tendência já se reverteu e os lucros já foram zerados.

Neste ínterim, está mais claro que nossa recuperação, a partir de 2017, será bem lenta, diferente do que ocorreu nas crises anteriores de 2003 e 2009. Além disso, o déficit primário vai perdurar até 2021 (veja vídeo do Mailson da Nóbrega), enquanto o presidente fala em dois ou três anos (mais um motivo para desconfiança). A relação dívida/PIB subiu 15% em dois anos (como a Grécia antes da crise) e vai se aproximar do patamar crítico de 80%.

O que complica é que temos um ambiente político ruim, um governo envolvido em denúncias graves de corrupção, com possibilidade de término precoce de mandato. Nossa sociedade está confusa. depois de tanta propaganda enganosa.

Descrito o quadro atual, a mensagem que queremos passar é: títulos de longo prazo correm sérios riscos de desvalorização. Ainda que a chance de inadimplência seja mínima, os juros podem disparar. A aposta mais segura são os títulos curtos e obviamente a LFT.

O título que pode sofrer mais é o NTN-B Principal de 2035. Sim, mais ainda do que os títulos "mais longos" NTN-B de 2045 e 2050. Este título é o que tem maior Duration (que é uma medida do prazo médio dos pagamentos).

Para quem não conhece o conceito, a Duration também dá uma idéia de quanto o título vai variar se os juros variarem 1%. Por exemplo, a NTN-B de 2035 tem uma duration de mais de 18. Se os juros subirem 1%, o valor do título cairá cerca de 18%.

A próxima versão de nossa planilha calculará a Duration de todos os títulos. Podemos adiantar algumas aqui:

  • NTN-B principal 2035: 18,7 anos
  • NTN-B 2045:  14,1 anos
  • NTN-B 2024:  8,0 anos
  • LTN 2021: 4,4 anos

PS 1: Esta notícia dO Globo mostra que a opinião de muitos analistas é oposta ao que acreditamos: "Com projeção de recuo nos juros, hora é do prefixado": "Os ativos mais interessantes e que irão mais se beneficiar da queda de juros são aqueles de médio e longo prazo, os com vencimento, a partir de 2021, avaliou economista da Guide Investimentos."

PS 2: Gráfico dos juros da NTNB-2035, o título de maior duração. A perspectiva brasileira é a mesma de 2010, 2011, 2014, 2015?











quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Novo serviço de transferência internacional: Remessa Online

Surge um serviço brasileiro semelhante ao Transferwise, o Remessa Online.

Características:
- Autorizado pelo Banco Central
- Parceiro da Corretora Socopa
- Plataforma online
- Transferência rápida e de baixo custos
- Mais de 15 moedas/países

Mais informações e simulação no próprio site do Remessa Online

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Tesouro faz operação padrão e atrapalha negociação dos títulos do Tesouro Direto


O Tesouro Nacional adota operação padrão e dificulta a negociação dos títulos do Tesouro Nacional. 
O horário de compra e venda de títulos passa a ser das 18:00 às 5:00 do dia seguinte.
A disponibilização do histórico de preços continua prejudicada.
Veja também:

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Tesouro Direto - Dados desatualizados

O Tesouro Nacional deixou de atualizar os dados históricos dos preços dos títulos, no endereço:
http://www.tesouro.gov.br/tesouro-direto-balanco-e-estatisticas

Com isso, a nossa planilha também deixou de fazer a atualização automática. A última data é a de 08 de agosto de 2016.

Aguardaremos a boa vontade do Tesouro/Bovespa.


domingo, 31 de julho de 2016

Opções de aplicação no Banco do Brasil Americas

Para quem mantêm recursos parados no BB Americas, há alternativas interessantes de investimento mesmo quando os juros nos EUA estão próximos de zero.

Está certo que é ridículo o rendimento anual de 0,25% da poupança, mas o CD (Certificado de Depósito) rende 1,75% o ano para prazo de 5 anos (taxa atualizada em julho de 2017). A taxa é fixa e acertada no momento da compra. Não podemos comparar com nossos juros, pois são realidades inteiramente diferentes, mas podemos comparar com taxas de outros bancos americanos. A média lá é 1,40%, mas pode variar de 0,15% nos grandes bancos a mais de 2% para bancos menores e cooperativas. Veja:

Prazo de 5 anos:
  • Bank of America; HSBC; : 0.15%
  • Wells Fargo; Citibank: 0.50
  • TD: 0.64%
  • SunTrust:  1.25%
  • Melrose Credit Union (cooperativa): 2,32%
O Banco do Brasil Americas é um banco bem pequeno (posição 1738) e com apenas 6 agências, e por isso, paga bons rendimentos (veja neste link). O lado bom é que os investimentos tem garantia do FDIC em até 250 mil dólares.

Quanto ao prazo longo, o cliente pode solicitar o resgate antecipado do total, contanto que pague uma penalidade equivalente a seis meses de juros. Uma prática interessante é criar distribuir os recursos ao longo dos anos. Esta estratégia de escada ("CD ladder") é explicada em vários sites e ajuda a ter perenidade na disponibilidade de recursos e menor impacto na variação dos juros básicos nos EUA.

Atente-se para:
  • valor mínimo de $1000. Prazos de 6 a 60 meses.
  • titularidade: você pode colocar mais de uma pessoa como titular, para facilitar o resgate caso algo aconteça.
  • garantia do investimento (FDIC para bancos; NCUA para cooperativas. Se forem dois titulares no CD, o limite dobra)
  • penalidade no caso do resgate antecipado  (6 meses de juros, no caso do BB Americas. Resgate tem que ser total)
  • imposto de renda no Brasil (juros intermediários paga 15%; resgate de até 35 mil no mês é isento. Falaremos mais sobre isso noutro artigo)
  • beneficiário: é possível indicar um beneficiário (POD, pay on death) em caso de falecimento
  • juros podem ser pagos anualmente ou no final (opção mais interessante do ponto de vista tributário)
  • a renovação pode ser automática (é o normal no BB. Cliente deve atentar-se para as novas condições quando a data estiver próxima)
Desvantagens:

  • Necessidade de fazer os cálculos para IR e pode até ter que pagar imposto sobre a variação cambial, dependendo do montante
  • Se sacar antes de 6 meses da aplicação, você terá que pagar mais do que os juros recebidos

Em suma, é uma ótima alternativa para quem tem dinheiro parado na conta. O investimento rende um pouquinho, pode ser isento de imposto de renda, permite resgate antecipado e conta para o saldo médio da conta (para fins de isenção de tarifa).

Com a perspectiva de aumento dos juros nos EUA, poderemos, quem sabe, ter rendimentos melhores.


sexta-feira, 29 de julho de 2016

Banco do Brasil Americas - uma boa saída para fugir do IOF alto

Usar seu cartão de crédito no exterior lhe custa 6,38% de IOF. Junte-se a isso a conversão do câmbio que pode variar de 0,5% a 5%, dependendo do banco, da moeda e outros fatores.

Uma conta no Banco do Brasil Americas pode ser uma boa saída para reduzir seus custos. A transferência do BB daqui para o BB de lá é isenta de tarifas, e lhe custa 0,38% de IOF e um câmbio cerca de 1% pior do que o comercial. Isso é muito bom, pois se for levar cash, você pagará 1,1% de IOF, mais uns 3% no câmbio desfavorável.

Você pode abrir a conta daqui mesmo no Brasil, a partir de um montante de 10 mil dólares. Mantendo o saldo médio acima deste valor lhe isentará da tarifa mensal de $15. É um banco pequeno lá, com apenas seis agências, todas na Florida. Mas com o cartão, você poderá usar em uma vasta rede de caixas automáticos (ATM) conveniados (sem tarifas) e pode usar também em qualquer moeda no exterior. Neste caso, você perderá um pouco na conversão da moeda para o  dólar (observei perdas entre 1,5 a 2,2%), mas ainda assim valerá a pena.

Há boas alternativas de aplicação para o seu dinheiro lá. O CD do BB Americas está pagando até 1,8% ao ano dependendo do montante e do prazo. É uma boa taxa considerando o mercado americano.

Em resumo: vale a pena se você viaja muito para o exterior, tem gastos em moeda estrangeira e além disso quer manter recursos em moeda forte.

Banco do Brasil Americas

Mais informações sobre a conta:
http://www.bbamericas.com/br/solucoes-pessoais/conta-corrente

Telefone no Brasil:
4007-2260 (Brasil - capitais e regiões metropolitanas) ou 0800 600 4151 (Brasil – outras cidades)

E-mail para abertura da conta:
aberturadeconta@bbamericas.com

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Transferwise aumenta tarifa de transferência de 2 para 2,5%

Elogiamos anteriormente o serviço de transferência internacional Transferwise. Eles anunciaram hoje aumento na tarifa de transferências de Real. Passa a ser 2,5%, já incluindo o IOF.

Mesmo com o aumento, o serviço ainda é muito vantajoso, com a exceção para quem tem conta no Banco do Brasil e no BB Americas, que permite transferência sem tarifas com câmbio aproximadamente 1% acima do comercial.

PS: A tarifa de transferência com origem em outras moedas e destino em R$ é agora 1,5%

sábado, 16 de julho de 2016

Recomendações de compra de título pré-fixado

É grande a chance de uma queda nos juros futuros, tanto por fatores nacionais como externos. Do lado interno, o novo governo demonstra maior zelo nas contas públicas.Do lado externo, o prolongamento do relaxamento monetário acontece nos EUA, na Europa, no Reino Unido e Japão. O capital externo está mais volumoso e aceita o risco de vir para o Brasil, mesmo que este não tenha feito seu dever de casa.

O Luis Sthulberger, no último relatório do mítico fundo verde, ressalta a queda recente dos juros em todos os países desenvolvidos. Na Suíça, a curva de juros é negativo em até 50 anos !  Por isso, a euforia pelo Brasil, causando inclusive a valorização da nossa moeda. Ainda na opinião dele, o juro real brasileiro "continua em níveis absolutamente excepcionais. Juros reais de 6,30% para cinco anos são incompatíveis com uma economia com baixo crescimento potencial, e aproveitamos a alta recente para voltar a aumentar a posição."

Já em reportagem da revista Exame, "o banco holandês Rabobank estima que a taxa de juro real — hoje em 7,5% — cairia para 4,9% ao ano em 2017 se os cortes da Selic começassem já em agosto. E ficará em 5,3% caso a primeira tesourada só venha em outubro."

Portanto pessoal, para quem quer lucrar, é comprar títulos pré-fixado de 6% hoje, e vender quando se aproximarem de 5,3%.  Isso representa uma valorização de cerca de 11% no preço do NTN-B Principal de 2035.

Quem topa a aposta?

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Transferwise: uma startup genial barateia transferência internacional. Saiba como gastar menos com câmbio

Fuja das altas tarifas transferência internacional e câmbio

Veja meu exemplo de como perder dinheiro rapidinho. No mês passado fiz uma compra em Euro no cartão do HSBC. Fiz as contas e verifiquei que paguei 12% a mais do que o câmbio real!  Foi 1% de perda na conversão do Euro para Dólar, 4% na conversão do Dólar para Real, e para completar, 6,38% de IOF.
É muito comum você ver bancos e casas de câmbio anunciando que não cobram tarifas, mas usando uma taxa de câmbio muito diferente da comercial.

A Transferwise veio com uma proposta de transparência e baixo custos, baseada num modelo inovador.
Ela usa o câmbio comercial e não o turismo. Isso mesmo, o câmbio real que aparece no Google.
E cobra 2,5% de tarifa (era 2% antes). Nada mal !  Veja o câmbio praticado nesse instante, fazendo uma simulação rápida no site.

Como funciona
Fiz uma transferência de R$ para Libra na segunda-feira através do site.  O site emitiu um boleto, que paguei no mesmo dia. Na noite da terça, o pagamento do boleto foi reconhecido e o valor convertido para libra usando a taxa de câmbio do momento. Na quarta estava na minha conta no Reino Unido. Tarifa de 2% (obs: tarifa vigente na publicação do post).  IOF incluso. O processo todo dura dois a quatro dias e você é notificado a cada etapa concluída.

O mecanismo é inovador porque em vez de usar os canais tradicionais de câmbio, seu dinheiro vai para uma conta da Transferwise aqui (mais especificamente, uma conta da casa de câmbio MS Bank). E no  país de destino o dinheiro sai da conta deles de lá direto para sua conta. Veja que uma eventual operação no sentido inverso feita por outro usuário balancearia a conta deles.

A Transferwise é uma empresa autorizada para atuar no Reino Unido (link), assim como o MS Bank é autorizado pelo Banco Central. A proposta inovadora, aliada a um site e aplicativo bastante prático e funcional, teve grande destaque na mídia ( "East London's 20 hottest tech startups" pelo The Guardian e "Start Up of the Week" pela Wired UK. Fonte Wikipedia)

Se você se interessou, use o link abaixo para fazer seu cadastro. Com esse convite você se livra da
primeira tarifa da transferência (até um valor de £500), e eu ganho um trocadinho. O limite é de R$ 9.999,00 por mês e aceitam dezenas de moedas. No caso do Real, tanto o remetente como o destinatário devem ser pessoas físicas.

Link do convite: https://transferwise.com/u/ddde0d



sexta-feira, 17 de junho de 2016

Nova versão da planilha (versão 2016.2) !

Está disponível a nova versão da Planilha de acompanhamento dos títulos do Tesouro Direto, adaptada para os novos endereços do site do Tesouro.

(Infelizmente as últimas mudanças do site não foram boas. Ficou muito mais difícil buscar a informação e por isso nossa planilha está bem mais lenta e a aba de gráficos continua sem atualizar. O Tesouro Direto quer ser popular, mas usa arquivos proprietários da Microsoft/Excel e frequentemente dificulta a integração de seus dados)

DICA: ao copiar e colar dados da planilha anterior, use a opção de colar VALORES apenas, para evitar o vínculo entre suas planilhas.

Duas opções de download:
1. Arquivo Excel:
http://www.mediafire.com/download/f9np0hwon7twbp4/2016_rentabilidade_de_tesouro_direto_-_publico_%28versao_2016.2_excel2003%29.xls

2. Arquivo ZIP:
http://www.mediafire.com/download/3znoqtc7vbc1c3j/2016_rentabilidade_de_tesouro_direto_-_publico_%28versao_2016.2_excel2003%29.xls.zip

Requisitos:
- Microsoft Excel 2007 ou superior.  (Abre no Excel 2003, mas com várias limitações)
- Habilitar o uso de Macros

Novidades 2016:
- removido o alerta de divulgação de nova versão. Consulte nosso site frequentemente para ver se temos versões novas.

Recursos:
- Cadastre suas operações
- Saiba a cotação atual de seus investimentos
- Saiba a rentabilidade de cada título no mês e no ano
- Acompanhe o pagamento dos juros
- Veja os gráficos com cotações de alguns títulos

Características:
- Usa a conexão de internet para buscar as cotações direto do site do Tesouro
- Esta planilha é específica para o ano de 2016
- O cálculo da rentabilidade é aproximado (veja comentários na própria planilha).
- Planilha em código aberto e gratuita. Nenhuma pegadinha.

Instruções:
- Leia a primeira aba ("instruções") na própria planilha e os comentários nas células.
- Para habilitar macros no Excel 2007, você pode agir da seguinte forma:
a) vá na opções do Excel (alt A O)
b) vá na opção "Central de Confiabilidade", e depois clique no botão "Configurações da Central de Confiabilidade"
c) No item "Locais Confiáveis", você poderá adicionar a pasta onde você salvou a planilha. De preferência use uma pasta só para esta finalidade.

DICA: ao copiar e colar dados da planilha anterior, use a opção de colar VALORES apenas, para evitar o vínculo entre suas planilhas.

sábado, 9 de janeiro de 2016

versão 2016.1 da planilha


Pelo oitavo ano consecutivo, eis a nova planilha de acompanhamento de seus títulos do Tesouro Direto para o ano de 2016;

Duas opções de download:
1. Arquivo Excel:
(links removidos)

2. Arquivo ZIP:
(links removidos)

Requisitos:
- Microsoft Excel 2007 ou superior.  (Abre no Excel 2003, mas com várias limitações)
- Habilitar o uso de Macros

Novidades 2016:
- removido o alerta de divulgação de nova versão. Consulte nosso site frequentemente para ver se temos versões novas.

Recursos:
- Cadastre suas operações
- Saiba a cotação atual de seus investimentos
- Saiba a rentabilidade de cada título no mês e no ano
- Acompanhe o pagamento dos juros
- Veja os gráficos com cotações de alguns títulos

Características:
- Usa a conexão de internet para buscar as cotações direto do site do Tesouro
- Esta planilha é específica para o ano de 2016
- O cálculo da rentabilidade é aproximado (veja comentários na própria planilha).
- Planilha em código aberto e gratuita. Nenhuma pegadinha.

Instruções:
- Leia a primeira aba ("instruções") na própria planilha e os comentários nas células.
- Para habilitar macros no Excel 2007, você pode agir da seguinte forma:
a) vá na opções do Excel (alt A O)
b) vá na opção "Central de Confiabilidade", e depois clique no botão "Configurações da Central de Confiabilidade"
c) No item "Locais Confiáveis", você poderá adicionar a pasta onde você salvou a planilha. De preferência use uma pasta só para esta finalidade.

Demonstre seu apoio, respondendo à enquete sobre os recursos mais úteis.

DICA: ao copiar e colar dados da planilha anterior, use a opção de colar VALORES apenas, para evitar o vínculo entre suas planilhas.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Alerta: juros reais baixíssimos

Neste triste ano de 2015 ficamos quase todos mais pobres. A destruição de valores foi gigantesca: no câmbio, na bolsa, na renda fixa. O que será de 2016?

Nesta pequena nota, alerto aos amigos que, ao contrário do que pregam por aí, estamos com uma taxa de juros reais baixíssima. Tivemos uma taxa média de uns 13% em 2015 e tirando uns 2 pontos percentuais para imposto de renda (mesmo de longo prazo) e custódia, chegamos a 11%. Conseguimos empatar com a inflação.

Por isso, acho importante manter um bom peso nas NTN-B de médio prazo. 


quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Entrevistas imperdíveis

Entrevistas imperdíveis!

Maílson da Nóbrega, Fábio Giambiagi, Mansueto Almeida, Delfim Neto, Gustavo Franco e outros numa realização especial da Infomoney. 



Delfim Neto:

"A desintegração ocorreu em 2014. O governo sabia que estava caminhando para a tragédia e que era deliberado para se reeleger. Agora, a situação é muito delicada, porque se está tentando fazer um ajuste em um momento em que a recessão é gigantesca.

A eleição foi uma disputa de mentiras, um jogo de marketing que terminou de maneira trágica, com dois terços contra ela: um terço mais um pouquinho votou nela, um terço menos um pouquinho votou no Aécio e um terço mostrou que não sabia para que serve o segundo turno. Segundo turno não é para votar em quem você quer, mas no menos pior. Um terço do Brasil não aprendeu isso. Tem que voltar para o segundo grau e votar direito em 2018.

O governo tem 10 partidos, e mais de 300 deputados potenciais. Mas nem os partidos têm qualquer fidelidade ao governo, nem os membros têm fidelidade às siglas, de forma que você está em um sistema cujo resultado é aleatório. A cada instante, é possível ter uma maioria incidental, produzindo as maiores barbaridades.

"




quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Dica: você tem até 30/12/2015 para fazer DOAÇÕES COM 100% de abatimento no imposto de renda!

Usando esta dica, em vez de pagar imposto de renda ao governo, você faz doação a fundos da Criança e do Adolescente . Assim, seu suado dinheirinho terá uma chance de ser mais útil.

TODO o valor da doação é diminuído do valor do imposto a pagar (ou acrescentado ao valor do imposto a receber), desde que os critérios sejam respeitados:
- sua declaração deve ser completa
- o valor da doação não pode ultrapassar 6% do valor do imposto devido
- o fundo deve ser administrado por um Conselho Público, seguindo a legislação.

Quanto doar:
- para estimar o limite, abra o programa do IR, na opção "Cálculo do Imposto", localize a linha "Total do Imposto Devido"
Você pode doar até 6% do valor do imposto devido (linha destacada na imagem). Acima disso, não há benefício fiscal.




Quando doar:
- Até 31/12/2015, seu limite é de 6%.  (Problema: você só saberá o valor exato quando preencher a declaração em março ou abril do ano seguinte.)
- No ato da declaração, você também pode doar até 3% (respeitando ainda o limite de 6%), escolhendo ou não o destinatário.


Para quem doar:
- Em Brasília, você pode doar a esses aqui:
(http://www.conselho.crianca.df.gov.br/fdca/como-doar.html)

Como doar (até 31/12):
- acesse a página do fundo para o qual você deseja doar.
- faça o depósito
- envie o comprovante ao fundo e escolha o projeto beneficiado
- peça o recibo.

Saiba mais acessando os links abaixo:
    Itaú Criança (texto explicativo e vídeo)
    Apresentação da Receita Federal

Divulgue ! Todos ganham com esse mecanismo.

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Receita Federal decreta fim do sigilo bancário

A Receita Federal, através de mera Instrução Normativa, decidiu acabar o sigilo bancário de todos os brasileiros que movimentem mais de R$ 2.000,00 em um mês ou apresentem saldo com esse montante.

A medida, de 2 de julho, obriga os bancos, seguradoras, planos de saúde, corretoras a enviarem à Receita Federal toda a movimentação financeira dos contribuintes a cada mês. Além disso, deve ser informado o saldo de todas as operações durante o ano.

Trata-se da e-Financeira, uma nova obrigação acessória que poderá substituir a Declaração de Informações sobre Movimentação Financeira – Dimof e cuja tecnologia de desenvolvimento se espelhou no SPED.

A notícia teve pouca divulgação e nenhuma reação contrária. No passado, tentativas mais tímidas foram rechaçadas pela sociedade. Mas os tempos são outros.

Saiba mais sobre a e-Financeira:
http://oglobo.globo.com/economia/receita-cria-nova-declaracao-sobre-movimentacoes-financeiras-16651204


quarta-feira, 1 de abril de 2015

Boas novidades do Tesouro Direto

Novidades importantes no Tesouro Direto foram anunciadas em março:

1. Novos nomes nos títulos: a mudança da nomenclatura dos títulos simplifica o entendimento.
Mais informações: http://g1.globo.com/economia/seu-dinheiro/noticia/2015/03/para-facilitar-titulos-vendidos-no-tesouro-direto-terao-novos-nomes.html

2. Novos títulos de longuíssimo prazo: o Tesouro passa a oferecer dois novos títulos para 2021, a LFT e LTN. Apesar de pouco divulgado, isso é muito importante para a construção do seu portfólio. 

LFT 2021: Não lembro de termos tido uma LFT (Selic) de tão longo prazo. E sendo pós-fixada, quanto maior o prazo melhor, pois posterga o pagamento de imposto de renda no resgate. Ou seja, é bem melhor aplicar numa LFT com 6 anos do que em um de 3 anos reaplicada por mais 3 anos. Em qualquer cenário. Bola dentro do Tesouro Direto.

LTN 2021: Essa nova LTN é boa para quem quer arriscar travar os juros altos da crise atual para um período longo para a frente. Também temos a NTN 2025 para isso. O risco é a crise degringolar de vez.... É o velho compromisso Crise x Oportunidade.
3. Recompra Diária:  o Tesouro Direto passa a oferecer a seus investidores a possibilidade de venda diária de seus títulos. A venda será possível a qualquer hora nos fins de semana e feriados, e no período de 18 horas a 5 horas da manhã do dia seguinte, no caso de dias úteis.

Mais informações:




sábado, 28 de março de 2015

Receita muda programa do Imposto de Renda mas esquece de avisar

 A partir deste ano, é obrigatório o preenchimento do CNPJ e Razão Social dos fundos de investimento e poupança na declaração do Imposto de Renda, nos itens de rendimentos.

Isso acarreta um trabalho muito maior no preenchimento, o que vai na contra-mão da simplificação e desburocratização tanto desejada pelo brasileiro. Mesmo com a automação possibilitada pela evolução da informática, voltamos ao preenchimento manual de inúmeros CNPJ e razão social de fontes pagadoras.  A Receita se vangloria de ter preenchimento via internet, mas nos obriga a digitarmos todos os dados novamente. Isso é usar a internet como máquina de escrever.

O problema vai além. Muitas vezes os bancos não informam o CNPJ dos fundos pagadores. E nesse caso, o que devemos preencher?

O cidadão merece mais respeito. Uma explicação, uma justificativa. Nada foi publicado no "Perguntão", nada na seção de "Novidades". Se aqui fosse uma ditadura, teríamos pelo menos uma comunicação. Mas nem isso. O que temos são medidas tomadas sem racionalização e sem comunicação. A imprensa não percebeu e ficou calada. Publicou o que é mais fácil: os press-releases soltados pela Receita.

Lamentável.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Nova versão da planilha (versão 2015.2) !

O Tesouro Nacional mudou novamente² o nome de alguns arquivos (VNA) e com isso a planilha deixou de atualizar as abas de juros e do gráfico comparativo (valor do IPCA e IGPM).

Segue a nova versão da Planilha de acompanhamento dos títulos do Tesouro Direto, adaptada para os novos endereços do site do Tesouro.

Links para download: (LINKS REMOVIDOS)
Versão XLS:
Versão ZIP:
Versão XLSM (Excel 2007):

DICA: ao copiar e colar dados da planilha anterior, use a opção de colar VALORES apenas, para evitar o vínculo entre suas planilhas.

sábado, 3 de janeiro de 2015

Nova versão da planilha do Tesouro Direto (2015.1)

Pelo sétimo ano consecutivo eis a nova planilha de acompanhamento de seus títulos do Tesouro Direto para o ano de 2015. 

Duas opções de download: 
1. Arquivo Excel: (link removido, versão desatualizada)

2. Arquivo ZIP: (link removido, versão desatualizada)

Requisitos: 
- Microsoft Excel 2007 ou superior.  (Abre no Excel 2003, mas com várias limitações)
- Habilitar o uso de Macros

Novidades 2015:
- nenhuma. (A não ser uma maior lentidão para atualizar os dados no site do Tesouro).

Novidades 2014:
- na aba "Valor da Carteira", na coluna O, nova opção de ver a alocação da carteira em percentual.
- na aba "Gráficos", novo gráfico com a evolução das curvas de taxas de juros da NTN-B

Recursos:
- Cadastre suas operações
- Saiba a cotação atual de seus investimentos
- Saiba a rentabilidade de cada título no mês e no ano
- Acompanhe o pagamento dos juros
- Veja os gráficos com cotações de alguns títulos

Características:
- Usa a conexão de internet para buscar as cotações direto do site do Tesouro
- Esta planilha é específica para o ano de 2015
- O cálculo da rentabilidade é aproximado (veja comentários na própria planilha).
- Planilha em código aberto e gratuita. Nenhuma pegadinha.

Instruções:
- Leia a primeira aba ("instruções") na própria planilha e os comentários nas células.
- Para habilitar macros no Excel 2007, você pode agir da seguinte forma:
a) vá na opções do Excel (alt A O)
b) vá na opção "Central de Confiabilidade", e depois clique no botão "Configurações da Central de Confiabilidade"
c) No item "Locais Confiáveis", você poderá adicionar a pasta onde você salvou a planilha. De preferência use uma pasta só para esta finalidade.

Demonstre seu apoio, respondendo à enquete sobre os recursos mais úteis. 


segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Dica: use seu Imposto de Renda para doar para os FIA


Usando esta dica, em vez de pagar ao governo, você faz doação a fundos de amparo à criança e adolescente (FIA - fundos para a infância e adolescência). Assim, seu suado dinheirinho terá uma chance de ser mais útil.

Todo o valor da doação é diminuído do valor do imposto a pagar (ou acrescentado ao valor do imposto a receber), desde que os critérios sejam respeitados:
- sua declaração deve ser completa
- o valor da doação não pode ultrapassar 6% do valor do imposto devido
- o fundo deve ser administrado por um Conselho Público, seguindo a legislação.

Quanto doar:
- para estimar o limite, abra o programa do IR, na opção "Cálculo do Imposto", localize a linha "Total do Imposto Devido"
Você pode doar até 6% do valor do imposto devido (linha destacada na imagem). Acima disso, não há benefício fiscal.




Quando doar:
- Até 31/12/2014, seu limite é de 6%.  (Problema: você só saberá o valor exato quando preencher a declaração em março ou abril do ano seguinte.)
- No ato da declaração, você também pode doar até 3% (respeitando ainda o limite de 6%), escolhendo ou não o destinatário.


Para quem doar:
- Em Brasília, você pode doar a esses aqui:
(http://www.conselho.crianca.df.gov.br/fdca/como-doar.html)

Como doar:
- acesse a página do fundo para o qual você deseja doar.
- faça o depósito
- peça o recibo por email ou pessoalmente.

Saiba mais acessando esta cartilha:
http://www.cradf.org.br/cra/cartilha.pdf


Se esse mecanismo for bastante utilizado, quem sabe poderemos ter fundos bem administrados competindo por doações.

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Nova versão da planilha do Tesouro Direto (2014.7)

O Tesouro Nacional mudou novamente o nome de alguns arquivos (VNA) e com isso a planilha deixou de atualizar as abas de juros e do gráfico comparativo (valor do IPCA e IGPM).

Segue a nova versão da Planilha de acompanhamento dos títulos do Tesouro Direto, adaptada para os novos endereços do site do Tesouro.

Download:
(LINK REMOVIDO)




DICA: ao copiar e colar dados da planilha anterior, use a opção de colar VALORES apenas, para evitar o vínculo entre suas planilhas.

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Nova versão da planilha do Tesouro Direto (2014.6)

O Tesouro Nacional mudou novamente o nome de alguns arquivos (VNA) e com isso a planilha não estava atualizando as abas de juros e do gráfico comparativo (valor do IPCA e IGPM).

Segue a nova versão da Planilha de acompanhamento dos títulos do Tesouro Direto, adaptada para os novos endereços do site do Tesouro.

Download:
(removido)

Download alternativo:
(removido)

DICA: ao copiar e colar dados da planilha anterior, use a opção de colar VALORES apenas, para evitar o vínculo entre suas planilhas.

Outra correção: identificado um erro no cálculo dos cupons do Título NTN-C de 2031 na última versão.